SONO NA INFÂNCIA

SONO NA INFÂNCIA

O padrão de sono na infância está muito relacionado ao desenvolvimento do sistema nervoso que ocorre nesse período. O recém-nascido em geral dorme cerca de 16 a 18 horas (no total das 24 horas) e acorda a cada 3 a 4 horas. Com seis meses o bebe já dorme cerca de 14 horas e nos meses seguintes o número de horas vai diminuindo progressivamente.

 

O desempenho diurno de uma criança está diretamente relacionado a qualidade de seu sono. E muitas vezes a queixa de sono na criança altera o sono dos familiares e cuidadores. Vários fatores podem afetar o sono normal, como doenças sistêmicas, medicações, condições ambientais, assim como a faixa etária da criança e de seu desenvolvimento.

 

Alterações do sono são comuns na população infantil, sendo que as crianças

também podem apresentar insônia. A principal forma de insônia na criança é a “insônia comportamental”, caracterizada pela dificuldade em iniciar e/ou manter o sono e que pode ser dividida em transtorno de associação, transtorno da falta de limites ou uma associação destes dois tipos. A insônia comportamental ocorre em 10% a 30% das crianças pré-escolares. É comum que os pais reclamem que seus filhos tenham dificuldade para ir para cama ou apresentem despertares freqüentes à noite. Os pais acabam ficando cansados e estressados com esta situação. No entanto, em muitas famílias, a recusa de ir para cama e os despertares noturnos podem ser facilmente corrigidos com atitudes consistentes e estabelecendo rotinas.

A principal forma de insônia na criança é a “Insônia comportamental da infância”. No entanto este é um diagnóstico de exclusão e na abordagem inicial da criança com insônia deve sempre se afastar causas clínicas, sendo as mais comuns de insônia na infância:

 

• Dor / cólica do lactente

• Otites de repetição

• Refluxo gastro-esofágico

• Medicações (Ex: estimulantes)

• Crises de asma noturna

• Obstrução de vias aéreas

 

Uma vez que se descarte causas clínicas, a primeira hipótese a ser aventada é a insônia comportamental, que ocorre em 10% a 30% das crianças pré-escolares. A insônia comportamental é caracterizada pela dificuldade da criança em adormecer e/ou manter o sono. Esses problemas estão associados com determinadas atitudes da criança ou dos pais, e podem ser classificados em dois tipos: - distúrbio de associação ou distúrbio de falta de limites.

 

O distúrbio de associação geralmente ocorre dos 6 meses aos 3 anos de idade. Existem certas condições associadas com o início do sono que são necessárias para a criança adormecer no horário de dormir e voltar a adormecer após cada despertar que normalmente ocorre no decorrer da noite (Ex: bichinho de pelúcia). Quando a condição associada ao sono está presente, a criança adormece rapidamente. Se a condição associada com o sono não está presente, a criança apresenta despertares noturnos longos e freqüentes.

 

O distúrbio da falta de limites apresenta-se como a recusa de ir para a cama no horário de dormir. Quando os limites são determinados, as crianças tendem a adormecer fácil e rapidamente. Uma vez que a criança adormece, a qualidade do sono é normal e eles tendem a ter poucos despertares. O distúrbio da falta de limites está associado ao desenvolvimento da criança. As crianças pré-escolares, que estão aprendendo a se tornar mais independentes durante o dia, frequentemente irão testar essa nova independência no horário de dormir.

Na infância a primeira intervenção a ser considerada é a orientação de medidas de higiene de sono:

SONO NA INFÂNCIA

Evitar uso de substâncias estimulantes

Exercícios físicos

Manter rotinas

O ambiente de dormir deve ter cama confortável, nível adequado de ruído, temperatura.

Evitar bebidas cafeinadas (café, chá), chocolate, refrigerante antes de dormir. Evitar excesso de líquidos antes de dormir para não causar necessidade de ir ao banheiro durante a noite.

Exercícios físicos leves cinco a seis horas antes de deitar, ao ar livre, de preferência sob exposição da luz solar.

A criança deve sair da cama no mesmo horário de manhã todos os dias, independentemente de quanto tempo de sono foi obtido durante a noite. O objetivo é estabilizar variações nos horários de adormecer e acordar e aumentar a eficiência de sono. Também deve manter horários regulares de refeições.

Rua Pamplona,788 sala 32

Jardim Paulista, São Paulo – SP

CEP: 01405-001

11 5081 4659

absono@absono.com.br

Fale conosco

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

Copyright ® 2020. DBrasileiro & Tao Assessoria. Todos os direitos Reservados.